Digite sua busca e aperte enter


UNE realiza manifestação reivindicando 10% do PIB do país investidos em educação pública

Imagem:

Compartilhar:

Em defesa da educação e do passe livre, estudantes marcham em Brasília

Criado em 27/06/13 14h30 e atualizado em 27/06/13 15h02
Por Yara Aquino Edição:Carolina Pimentel Fonte:Agência Brasil

Brasília – Com pauta focada na educação, estudantes fizeram hoje (27) uma marcha pela Esplanada dos Ministérios. O movimento foi encerrado em frente ao Congresso Nacional com manifestantes entrando no espelho d'água do Congresso Nacional. A manifestação foi pacífica e reuniu participantes de pelo menos seis estados, de acordo com a União Nacional dos Estudantes (UNE), que organizou o movimento. A Polícia Militar calculou que 3 mil estudantes tenham participado da marcha. A UNE  estimava a participação de aproximadamente 10 mil pessoas.

Temas relacionados a direitos humanos e política também estavam entre as reivindicações. Os estudantes se posicionaram contra a homofobia, a corrupção e pediram uma reforma política que acabe com o financiamento privado de campanhas eleitorais. A aprovação de um projeto de lei de iniciativa popular pela democratização da mídia foi defendido.

Pedro Henrique Santos é tesoureiro-geral da União Brasileira dos Estudantes (UBES) e veio de São Paulo (SP) para apoiar a marcha. “Nosso foco central foi educação, mas defendemos também a regulamentação da mídia para acabar com o monopólio e a manipulação da informação. Não apoiamos a homofobia e o projeto da 'cura gay'”, disse.

Temas recorrentes na pauta dos movimentos em defesa da educação foram reforçados como a destinação dos royalties do petróleo para a educação, a aprovação do Plano Nacional de Educação (PNE) com a garantia de 10% do Produto Interno Bruto (PIB) para o ensino público e o passe livre estudantil.

A estudante de ciências sociais da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Fafá Capela, participou da passeata e destacou o momento político do país como propício para buscar um ensino de qualidade. “As reivindicações são nacionais e são temas que a nossa juventude levanta há muitos anos. Entendemos que é esse um momento histórico para a juventude e para a educação e é muito importante estar presente aqui neste momento”, disse. Segundo ela, 30 pessoas vieram de Santa Catarina para participar da manifestação.

Em frente ao Congresso Nacional, os policiais fizeram um cordão de isolamento logo após o espelho d'água, ponto até onde avançaram os estudantes.

 

Edição: Carolina Pimentel

Creative Commons - CC BY 3.0

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique

Deixe seu comentário